Deputado abre representação criminal contra presidente da CUT, Dilma e Lula

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2015 18h16
Deputado Fernando Francischini

O deputado federal Fernando Francischini (PR) requereu nesta sexta-feira (14) ao procurador-geral da República uma representação criminal contra o presidente da CUT, Vagner Freitas, “que tem conclamado o povo a se entrincheirar e buscar armas para defender um suposto impeachment previsto na Constituição contra a presidente Dilma”.

Em vídeo divulgado em rede social, Francischini confirma também que, na mesma representação criminal, incluiu a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. “Ambos estão sendo coniventes participando destes eventos”, afirmou.

O deputado pede ainda uma ação urgente por parte da PGR e ressalta a “necessidade” de uma resposta antes da manifestação que será realizada neste domingo (16).

Confira na íntegra o discurso de Francischini:

“Cumpri o meu dever como cidadão e como deputado federal. Protocolei no procurador-geral da República (sic) uma representação criminal com pedido de prisão preventiva contra o presidente da CUT, que tem conclamado o povo a se entrincheirar e e buscar armas para defender um suposto impeachment previsto na Constituição contra a presidente Dilma.

O povo quer ir às ruas e não aceita mais ameaças, principalmente de uma central sindical que hoje é vinculada ao PT, recebe verbas do PT e tem se comportado como um quase braço-armado, junto com o MST e outras instituições de péssima qualidade.

Gostaria de dizer que na mesma representação criminal incluí a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, porque ambos estão sendo coniventes participando destes eventos.

No dia 16, nós queremos que a população possa ir tranquila se manifestar pacificamente, mas não aceitamos como temos visto a CUT por trás de movimentos sindicais e outros funcionários incentivando a violência e conclamando para uso de armas. Por isso a minha representação criminal precisa de uma ação imeadiata do procurador-geral da República”

Veja abaixo o vídeo publicado em sua rede social: