Deputado que destruiu placa de Marielle será candidato a prefeito do RJ pelo PSL

  • Por Jovem Pan
  • 05/07/2019 16h06
Reprodução/FacebookRodrigo Amorim irá concorrer à sucessão de Marcelo Crivella, atual prefeito

O presidente do diretório do PSL no Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro, acertou o lançamento de três candidaturas às eleições de 2020. Para a prefeitura, será o deputado estadual Rodrigo Amorim, que ficou conhecido por quebrar uma placa em homenagem à vereadora Marielle Franco, assassinada em março de 2018. Ele irá concorrer à sucessão de Marcelo Crivella, atual prefeito. As informações são do jornal O Globo.

O senador, filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, também alinhou as candidaturas dos deputados Alana Passos e Dr. Serginho nas cidades de Queimados e Cabo Frio, respectivamente.

Rodrigo Amorim (PSL) foi o deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro, com 140 mil votos, o que representou 1,82% dos votos válidos. No vídeo em que quebra a placa, que circulou na internet, também aparecem o atual governador do RJ Wilson Witzel (PSC) e Daniel Silveira, deputado federal eleito pelo PSL.

Alana Passos, indicada para a prefeitura de Queimados, é militar e foi eleita, em 2018, deputada estadual. Na época, o presidente Jair Bolsonaro recomendou voto nela e no subtenente do Exército Hélio Lopes. Alana é a atual secretária-geral do PSL no Rio.

Dr. Serginho, líder do PSL na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), assumiu a interlocução da bancada do partido com o governo de Wilson Witzel.