Desemprego cai para 11,2% e atinge menor nível desde 2016

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2019 09h38
Itaci Batista/Estadão ConteúdoAgosto foi o segundo mês consecutivo com saldo positivo, após quatro meses de mais demissões do que contratações no mercado de trabalho brasileiro

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a taxa de desocupação ficou em 11,2% no trimestre encerrado em novembro — menor nível desde o trimestre encerrado em março de 2016, quando foi de 10,9%.

Em igual período de 2018, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 11,6%. No trimestre até outubro deste ano, a taxa também foi de 11,6%.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.332 no trimestre encerrado em novembro. O resultado representa alta de 1,2% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ R$ 215,104 bilhões no trimestre até novembro, alta de 3,0% ante igual período do ano anterior.

*Com Estadão Conteúdo