Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro, aponta Imazon

Área desmatada equivale a mais de 250 campos de futebol por dia

  • Por Jovem Pan
  • 21/02/2024 18h46
EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Codigo imagem:24842 Amazônia Vista aérea da Floresta Amazônica

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) divulgou que o desmatamento na floresta amazônica teve uma redução de 60% em janeiro deste ano, marcando o décimo mês consecutivo de queda. Em janeiro de 2024, a área desmatada foi de 79 km², enquanto no mesmo período de 2023 chegou a 198 km². Apesar do recuo, o desmatamento ainda equivale a mais de 250 campos de futebol por dia e supera os índices registrados nos anos de 2016, 2017 e 2018. O monitoramento por imagens de satélite revelou que Roraima foi o estado que mais desmatou em janeiro, representando 40% da área desmatada da Amazônia Legal.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Apesar do clima mais seco que facilita a prática do desmatamento, o estado teve uma redução na área desmatada em comparação ao ano anterior. Em janeiro de 2023, foram 41 km² derrubados, enquanto neste ano foram 32 km², uma queda de 22%. De acordo com o levantamento do Imazon, seis estados da Amazônia Legal apresentaram redução na destruição da floresta, incluindo Mato Grosso, Pará, Rondônia, Amazonas e Maranhão. Além disso, seis das dez terras indígenas mais desmatadas em janeiro estão localizadas em Roraima, enquanto Pará e Amazonas concentram o maior número de unidades de conservação entre os estados mais desmatados no mês.

Publicado por Adrielle Farias

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.