Dilma critica oposição e defende plano de transformação nacional

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2014 08h10

O PT oficializou a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff, com Michel Temer como vice, em convenção no final de semana em Brasília. O evento reuniu governadores, ministros, líderes de partidos aliados, além do padrinho político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dilma Rousseff fez um discurso de quase uma hora, defendeu o que chamou de um plano de transformação nacional e criticou a oposição. A candidata do PT à reeleição disse que precisa de mais quatro anos no governo para concluir o que ela e Lula começaram.

*Ouça os detalhes no áudio

Lula criticou a oposição e destacou os anos de PT a frente do governo federal. O ex-presidente da República declarou ainda que é possível criador e criatura viverem em harmonia.

O vice-presidente confirmou seu apoio incondicional à candidatura de Dilma Rousseff em 2014. Afastando boatos sobre o esfriamento das relações entre PT e PMDB, Michel Temer declarou.

Em discurso, o presidente nacional do PT atacou o adversário Aécio Neves e falou em ameaça pelo risco de volta ao passado. Rui Falcão defendeu as conquistas dos doze anos de governo petista e pregou que a “esperança vencerá o ódio”:

A petista Dilma Rousseff e o peemedebista Michel Temer, candidato a vice, repetem a dobradinha de quatro anos atrás. A chapa PT-PMDB tem até o próximo dia 30 para formalizar o apoio de outros partidos.