Dilma se aposentará com R$ 5 mil, diz Kátia Abreu. Coitada?

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2016 13h57
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa extraordinária para votar a Denúncia 1/2016, que trata do julgamento do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff por suposto crime de responsabilidade. Em pronunciamento, senadora Kátia Abreu (PMDB-TO). Foto: Geraldo Magela/Agência SenadoKatia Abreu - Ag Senado

Uma revelação “dramática” foi feita pela senadora Kátia Abreu, enquanto defendia a tese de que Dilma Rousseff não deveria ser inabilitada para o serviço público: segundo ela, a presidente que sofreu impeachment lhe deu autorização para revelar que já fez as contas, e que deverá receber cerca de R$ 5 mil pedindo sua aposentadoria pelo fator previdenciário.

Kátia deu a entender que era pouco dinheiro, e que por isso a presidente deveria ter direito de trabalhar em uma universidade, por exemplo, ou de assessorar políticos pelo Brasil afora.

PITACO DA JOVEM PAN: Para Dilma, pelo jeito, só o Estado salva – e nem passou por sua cabeça ganhar a vida na iniciativa privada.