Divergentes em votações cruciais no STF, Toffoli e Barroso se unem

  • Por Jovem Pan
  • 11/09/2018 13h01
José Cruz/ABr“Temos muitas afinidades. Toffoli é uma boa pessoa. Torço pelo sucesso dele”, manifestou Barroso

Divergentes em votações cruciais no Supremo Tribunal Federal (STF), o futuro presidente da corte, que assumirá na quinta-feira (13), Dias Toffoli, e o ministro Luís Roberto Barroso, têm trocado gentilezas e ressaltado os pontos de convergência entre eles, aponta a jornalista Mônica Bergamo.

“Temos muitas afinidades. Toffoli é uma boa pessoa. Torço pelo sucesso dele”, manifestou Barroso, convidado por Toffoli para fazer o discurso da posse.

“Eu tenho a expectativa de que o ministro Toffoli dará um choque de gestão no STF”, revelou ainda o ministro. Para Barroso, Toffoli não aceitará um número maior de recursos do que a corte possa julgar em um ano.

“Chegam ao Supremo 100 mil recursos por ano. Temos que selecionar. O que não, for transita em julgado, ou seja, o processo acaba”, disse Barroso. O futuro presidente anunciou que acatará a sugestão do ministro.