Dois detentos são encontrados mortos no Complexo Penal de Alcaçuz, no RN

  • Por Jovem Pan
  • 26/02/2018 11h43
Divulgação/Sejuc Presos desde 2014 e 2017, respectivamente, eles respondiam por tráfico de drogas, homicídio, assalto, porte ilegal de armas entre outros crimes

A assessoria de comunicação da Secretaria de Justiça e da Cidadania do Rio Grande do Norte confirmou que dois presos foram encontrados mortos dentro do Pavilhão 5 do Complexo Penal Alcaçuz/Rogério Coutinho Madruga.

Lázaro Luís de França Ferreira, de 34 anos, conhecido como Nego Lázaro, e Shakespeare Costa de França, de 24 anos, chamado de Sheik, foram os nomes confirmados pela Sejuc.

Estas foram as primeiras mortes dentro do complexo penitenciário após o massacre de 2017, quando 26 detentos foram mortos durante uma briga entre membros de duas facções criminosas.

Lázaro e Shakespeare foram encontrados enforcados em lençóis e pendurados em grades durante uma ronda na noite deste domingo (25). Os corpos foram retirados apenas na madrugada desta segunda (26), por conta da perícia.

Shakespeare havia escapado da prisão durante as rebeliões de janeiro. Na época, além dos 26 detentos mortos, 54 fugiram.

Presos desde 2014 e 2017, respectivamente, eles respondiam por tráfico de drogas, homicídio, assalto, porte ilegal de armas entre outros crimes.