Alvo da Lava Jato, dono do Grupo Petrópolis se entrega à Polícia Federal

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2019 17h01
Estadão ConteúdoWalter Faria estava foragido desde o dia 31 de julho

O dono do Grupo Petrópolis, Walter Faria, se entregou à Polícia Federal (PF) em Curitiba nesta segunda-feira (5). Alvo da 62ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Rock City, ele estava foragido desde o dia 31 de julho.

Segundo o Ministério Público Federal no Paraná, Walter Faria e outros cinco executivos do grupo disponibilizaram pelo menos R$ 208 milhões em espécie à Odebrecht no Brasil entre 2007 e 2011 e repassaram R$ 121.581.164,36 em propinas da construtora disfarçadas de doações eleitorais.

De acordo com a Procuradoria, Faria “desempenhou substancial papel como grande operador de propina” e, em conjunto com os executivos investigados, atuou “em larga escala na lavagem de centenas de milhões de reais em contas fora do Brasil”.

Além de Walter, também estão presos Vanuê Faria, Silvio Antunes Pelegrini, Maria Elena de Sousa e Cleber Faria. Naede de Almeida teve um mandado de prisão temporária expedido e está foragido. Vanuê e Cleber Faria são sobrinhos de Walter.