Doria: Brasil não pode ‘dar as costas para a Argentina’

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2019 13h57 - Atualizado em 13/08/2019 16h26
Reprodução/TwitterGovernador disse ter relação pessoal com Macri

O governadorde São Paulo, João Doria (PSDB), ressaltou nesta terça-feira (13) a importância de respeitar o resultado das eleições argentinas. Segundo ele, é preciso deixar as “avaliações ideológicas” de lado para que o Brasil preserve uma boa relação com o país vizinho.

“Não podemos dar as costas para a Argentina. É preciso tratar o resultado com respeito, seja qual for. Não podemos fazer uma avaliação ideológica. Temos que continuar juntos e aprofundar a nossa relação comercial”, declarou, destacando que a Argentina está entre os quatro principais parceiros do Brasil e de São Paulo.

A fala de Doria vai contra o que tem pregado o presidente Jair Bolsonaro (PSL) que fez diversas críticas à possível eleição da chapa da ex-presidente Cristina Kirschner, após a divulgação do resultado das eleições primárias do país – que apontam vitória sobre a do atual presidente, Maurício Macri.

Apesar de ter “relações pessoais com Macri, que me recebeu na Casa Rosada, e com o prefeito de Buenos Aires, Horacio (Rodríguez Larreta)”, o governador paulista evitou apoiar explicitamente Macri.

Doria comentou que ainda é cedo para saber os possíveis efeitos das eleições argentinas sobre o acordo de livre-comércio obtido entre a União Europeia e Mercosul. “As eleições sequer foram realizadas. Eu mesmo, pela minha experiência, surpreendi nas pesquisas, sobretudo quando venci a Prefeitura de São Paulo. Ninguém esperava, eu comecei as pesquisas em sexto lugar”, lembrou.

*Com informações da Agência EFE