Doria: Não aceitaremos o confisco de insumos necessários no combate ao coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2020 11h12
Governo do Estado de São PauloEle reforçou ao presidente e ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta que, das 46 mortes, 40 ocorreram em SP

O governador do Estado de São Paulo, João Doria, disse que não irá aceitar o confisco de qualquer equipamento ou insumo que seja necessário para o combate ao novo coronavírus. “Se essa decisão for mantida, informo que tomaremos as medidas necessárias no plano judicial para que isso não ocorra.”

Doria participa na manhã desta quarta-feira de uma video-conferencia com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e os governadores dos outros três estados do Sudeste.

Ele reforçou ao presidente Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que das 46 mortes em decorrência da covid-19 já reconhecidas pela pasta, 40 ocorreram no Estado de São Paulo — ao qual chamou de epicentro da crise de saúde no país.

“Não faz nenhum sentido confiscar equipamentos e insumos. Com todo respeito, não aceitaremos o confisco de nenhum equipamento ou insumo que seja necessário em São Paulo”, disse.

Na última terça-feira (24), em pronunciamento, Jair Bolsonaro criticou a medida adotada por alguns governadores — entre eles, João Doria — de decretar quarentena a toda população.