“É a reforma da Previdência fazendo água”, diz líder da oposição no Senado

  • Por Estadão Conteúdo
  • 22/03/2017 15h13
Humberto Costa

A decisão do presidente Michel Temer de retirar da reforma da Previdência os servidores públicos estaduais e municipais foi vista como uma demonstração de fraqueza do governo pelo líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE). “É a reforma fazendo água”, afirmou, dando a entender que a proposta do governo começa a se desfazer. 

Para ele, a decisão de Temer é uma tentativa de buscar apoio da base no Congresso, que claramente não está disposta a votar a reforma da maneira como foi enviada pelo governo. “Ele está querendo tirar um pouco a pressão dos deputados e jogar para os governadores. Já é uma demonstração de fraqueza”, afirmou. 

O petista afirmou que a exclusão de servidores municipais e estaduais ainda não foi discutida pela bancada no Senado, mas que todo alívio na reforma da Previdência será bem visto pela oposição. Apesar de ser favorável a uma revisão do modelo previdenciário, o senador julga a proposta enviada por Temer prejudicial aos trabalhadores.