“É um absurdo completo”, afirma Serra sobre críticas de Dilma ao governo FHC

  • Por Lorena Ribeiro/ Jovem Pan
  • 20/10/2014 07h45
SÃO PAULO, SP - 19.10.2014: DEBATE PRESIDENTE - O senador eleito José Serra - A TV Record realiza debate entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), com mediação dos jornalistas Adriana Araújo e Celso Freitas, a partir das 22h deste domingo, em São Paulo. (Foto: Vanessa Carvalho / Brazil Photo Press/Folhapress)José Serra assiste terceiro debate presidencial de segundo turno na Record

Recém-eleito senador por São Paulo, José Serra (PSDB) assistiu da plateia ao debate presidencial promovido pela Rede Record, na noite de domingo (19). Acompanhado de outras figuras do partido, o tucano criticou a postura da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT). Durante o debate, a presidenta afirmou que o PSDB, nos anos do governo de Fernando Henrique Cardoso, proibiu a criação de escolas técnicas.

“É um absurdo completo. Não houve isso, apenas incentivo à parceria. Os números que a candidata apresenta são fantasiosos”, afirmou.

Seguindo com as críticas à Dilma Rousseff, Serra disse que a petista “fala de coisas como se fosse candidata pela primeira vez”

“Vejo que houve uma grande inépcia pela administração federal”, disse.

O Pronatec, programa do Governo Federal que incentiva a criação de escolas técnicas, tem sido uma das principais bandeiras de Dilma Rousseff na campanha. A candidata sustenta que em doze anos de governo petista foram construídas 422 escolas técnicas, enquanto que o PSDB construiu apenas 11.