Eduardo Bolsonaro diz que saída de Weintraub do MEC é ‘boato’

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2019 20h47
Matheus Bonomi/Estadão ConteúdoReportagem do 'Estado de São Paulo' disse que Eduardo teria pedido nomes para substituir o ministro no MEC

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) chamou, nesta quinta-feira (12), de “boato” a notícia de que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, vai deixar o Ministério da Educação (MEC).

Mais cedo, uma reportagem do jornal “O Estado de São Paulo” disse que o ministro não deve voltar ao cargo depois das férias, que começam nesta sexta-feira (13). De acordo com fontes ouvidas pela publicação, Weintraub seria “malvisto” pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo secretário-geral da Presidência, Jorge Antonio de Oliveira Francisco.

Além disso, Eduardo também teria sido um dos que pediu nomes para substituir o ministro no MEC.

“Qualquer comentário ou notícia que diga que tenho um fio de desentendimento com o MEC ou com Weintraub é falsa. Trata-se de nada mais do que mais um delirante, sob efeito de alucinógenos, numa redação da nossa maravilhosa imprensa”, escreveu o deputado no Twitter. Em resposta, Weintraub agradeceu o apoio. 

Confira: