Eike pode ter saído do País com passaporte alemão, suspeita PF

  • Por Estadão Conteúdo
  • 26/01/2017 12h04
BRA01. RÍO DE JANEIRO (BRASIL), 18/11/2014.- Fotografía de archivo del empresario brasileño Eike Batista (i) mientras espera el inicio de la primera audiencia del juicio en su contra por supuestos delitos bursátiles el, martes 18 de noviembre de 2014, en el tribunal federal en Río de Janeiro (Brasil). La Policía Federal allanó hoy, 26 de enero de 2017, la residencia y oficinas del magnate brasileño Eike Batista, contra quien ha sido dictada una orden de arresto que no ha podido ser cumplida porque se encuentra de viaje, informaron fuentes oficiales. EFE/Marcelo Sayão/ARCHIVOEike Batista - EFE

A Polícia Federal suspeita que o empresário Eike Batista, alvo da Operação Eficiência, pode ter saído do Brasil usando um passaporte alemão. A informação foi dada pelo delegado Tacio Muzzi, da Polícia Federal.

Alvo de mandado de prisão preventiva por suspeita de envolvimento com organização criminosa liderada pelo ex-governador do Rio Sérgio Cabral, o empresário está foragido.

A PF foi à residência de Eike, no Rio, às seis horas da manhã desta quinta-feira (26), mas ele não foi localizado. A defesa de Eike informou que ele está em viagem, fora do País. Ele estaria em Nova York.

O empresário pode ter viajado na noite de 24 de janeiro. A PF ainda não trabalha com a hipótese de vazamento da operação.

O delegado Tacio Muzzi informou que o nome de Eike poderá ser incluído na difusão vermelha da Interpol – índex dos mais procurados em todo o mundo. O delegado disse que “não se pode afirmar categoricamente que Eike teve intenção de fugir do País”