Em áudio, Moro pede desculpas a membros do MBL caso os tenha chamado de ‘tontos’

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2019 20h25
Gabriel Biló/Estadão ConteúdoNo Twitter, o ministro Sergio Moro falou sobre a aplicabilidade da lei após derrubada de vetos no Congresso Federal

O deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP) divulgou neste domingo um áudio enviado pelo Ministro da Justiça, Sérgio Moro, a integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL). Nele, o ex-juiz se desculpa caso, de fato, tenha chamado alguns membros do grupo de “tontos” em conversas privadas com integrantes da Operação Lava Jato publicadas neste domingo pelo site The Intercept Brasil em parceira com o jornal Folha de São Paulo – Moro não confirma a autenticidade dos diálogos.

“Consta ali um termo que não sei se usei mesmo… Acredito que não. Pode ter sido adulterado. Mas queria pedir minhas escusas, se eu eventualmente utilizei (o termo “tontos”), porque sempre respeitei o Movimento Brasil Livre e sempre agradeci o apoio que esse movimento deu não só à Lava Jato, mas a esse movimento dos últimos cinco anos de avanço contra a corrupção e construção de um País melhor, mais íntegro”, afirma Moro, no áudio divulgado por Arthur Mamãe Falei.

“Então, fica aqui a minha referência. Foi uma conversa privada… Não sei se é autêntica essa mensagem, mas enfim… Quero externar aqui o meu respeito a todos os membros do MBL e, se de fato eu usei o termo, peço escusas, mas saibam que têm todo o meu respeito e sempre terão”, acrescenta o Ministro da Justiça.

As conversas em que Moro teria chamado alguns membros do MBL de “tontos” foram divulgadas neste domingo pelo site The Intercept Brasil em parceria com o jornal Folha de São Paulo. As mensagens mostram que a equipe da linha de frente da Lava Jato articulou apoio ao então juiz federal diante do Supremo Tribunal Federal. A preocupação girava em torno de evitar que tensões atrapalhassem as investigações.

Em um determinado momento da conversa, Moro manda a seguinte mensagem ao coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol: “não sei se vocês tem algum contato mas alguns tontos daquele movimento brasil livre foram fazer protesto na frente do condomínio do ministro (Teori Zavaski). Isso não ajuda evidentemente”.