Em cerimônia militar, Bolsonaro homenageia Gugu e reforça democracia

  • Por Jovem Pan
  • 23/11/2019 11h08
Alan Santos/PRO presidente encerrou sua fala mencionando mais uma vez a partida final do campeonato de futebol Copa Libertadores da América

O presidente da República, Jair Bolsonaro, reforçou seu compromisso com o povo e a democracia ao lembrar de sua formação militar paraquedista em discurso na manhã deste sábado, durante cerimônia na Vila Militar, zona oeste do Rio de Janeiro.

Ele abriu seu discurso na solenidade com uma homenagem ao apresentador Gugu Liberato, que morreu na última sexta-feira (22) aos 60 anos.

“Por décadas, deixou sua marca em todo o Brasil, sempre alegre, esbanjava alegria e informação. Que Deus acolha sua alma e conforte sua família, amigos e fãs”, disse Bolsonaro, que pediu à tropa o toque de silêncio em memória a Gugu Liberato.

Após a homenagem, o presidente reforçou seu compromisso com a democracia. “Hoje, acima de tudo estão a nossa democracia, a nossa liberdade e o nosso compromisso com o povo brasileiro”, declarou Bolsonaro

“Sempre saltamos da rampa do avião, e agora nós subimos, pela democracia e pela vontade popular, a rampa do Planalto Central”, discursou o presidente para uma plateia de formandos paraquedistas e suas famílias.

O presidente participa da celebração do 74º aniversário de criação da Brigada de Infantaria Paraquedista e solenidade do Jubileu de Ouro e de Prata da Brigada de Infantaria Paraquedista

Estiveram presentes acompanhando Bolsonaro o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e três ministros generais: o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos.

O presidente encerrou sua fala mencionando mais uma vez a partida final do campeonato de futebol Copa Libertadores da América, que será disputada por Flamengo e River Plate, em Lima, no Peru.

“Hoje todos nós somos Flamengo”, encerrou o presidente.

Bolsonaro volta a Brasília logo após o evento, num voo marcado para 12h20, segundo a agenda presidencial.

*Com informações do Estadão Conteúdo