Em cidade que até criança usa crack, prefeito diz: “sai mais barato pagar traficante do que clínica”

  • Por Izilda Alves/Jovem Pan
  • 01/09/2017 21h23 - Atualizado em 01/09/2017 21h33
23 05 2017 Sao Paulo SP Brasil - Com a retirada do viciados em crack da região da Luz centro . Outros locais como Praça Princesa Isabel é a nova" Cracolandia" com centenas de usuarios de droga na cidade e tamebém em outros locais do centro. Foto Alan White/Fotos PublicasA Jovem Pan procurou o prefeito Francisco José Campaner na Prefeitura, em sua casa e no seu celular nesta  sexta-feira. À noite, ele informou que estava num compromisso, definiu como "truncada" na entrevista sua declaração ao juiz e prometeu falar quando o compromisso terminasse

Na cidade de Ribeirão Bonito, onde até crianças fumam crack, o prefeito Francisco José Campaner declarou ao juiz que prefere pagar traficante a pagar tratamento. Ele revelou o que disse ao juiz em entrevista à Rádio Bom Jesus FM.

O presidente da Câmara Municipal, Dimas Tadeu Lima, anunciou, em entrevista à Jovem Pan, que vai entrar com processo na semana que vem e com pedido de abertura de CPI  na Câmara. Ouça a declaração do prefeito de Ribeirão Bonito ao jornalista Sérgio Ronco, da Rádio Bom Jesus FM.

“Hoje você tem um drogado aqui na rua, os familiares vão até o Ministério Público e determina para a Prefeitura internar. Eu tenho lá 20 e tantos internados, outro dia eu levei a relação para o Ministério Público. Desses 20 e tantos internados, seis estão já na 5ª internação. Três ficam na clínica de noite, quando é de manhã, pulam o muro e ficam na cidade.”

“(…) E a grande maioria volta da clínica, do tratamento, e o traficante vai procurar para receber o que ele deixou em dívida e os familiares, assustados, vão lá pra justiça pedir internação de novo. E a justiça interna. Eu falei pro juiz: ‘sai mais barato eu pagar o traficante do que a clínica.’ O problema é que, se eu pagar o traficante, ele volta a fazer dívida”, completou.

O jornalista Sérgio Ronco descreve a gravidade  do uso de drogas em Ribeirão Bonito, cidade paulista  a 270 km da capital. Na cidade, de 13 mil habitantes, onde não existe local para tratamento de dependentes químicos, Ronco classifica como lamentável a declaração do prefeito.

“Eu posso te garantir que teve um avanço muito grande em Ribeirão Bonito com relação, principalmente, ao crack. Tem casos aí de crianças, de jovens, com 12, 13 anos, que já fazem uso do crack. Não tem (lugar para tratamento). Infelizmente, em Ribeirão Bonito, nem nas cidades mais próximas, como Dourado, a cidade mais próxima de Ribeirão Bonito. São duas cidades pequenas e que nenhuma das duas tem local para tratamento”, contou o jornalista.

O presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Bonito diz que um pedido de internação à Justiça em Ribeirão Bonito pode demorar até três meses. Onde esses dependentes de crack ficam enquanto esperam a internação? Ouça o que declarou o presidente da Câmara, Dimas Tadeu Lima.

“Fica na rua. Se drogando, arrumando rolo. Os coitados só…roubando para cobrar droga. (…) Vamos entrar com uma ação no Ministério Público contra ele (o prefeito).”

A Jovem Pan procurou o prefeito Francisco José Campaner na Prefeitura, em sua casa e no seu celular nesta  sexta-feira. À noite, ele informou que estava num compromisso, definiu como “truncada” na entrevista sua declaração ao juiz e prometeu falar quando o compromisso terminasse. A Jovem Pan aguarda a resposta do prefeito de Ribeirão Bonito, Francisco José Campaner.