Em discussão no Senado, Joice Hasselman responde Major Olimpio: ‘Não admito molecagem’

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2019 20h24 - Atualizado em 05/06/2019 21h16
Marcos Oliveira/Agência Senado"Estou com vergonha do que aconteceu aqui hoje. É uma esculhambação", reclamou o deputado

A sessão para votar 23 vetos presidenciais que trancavam a pauta do Congresso para a análise do crédito extra, presidida nesta quarta-feira (5) por Davi Alcolumbre (DEM), foi encerrada devido a um bate-boca acalorado entre o deputado federal e líder do PSL Major Olimpio e a também deputada e líder do governo no Congresso Joice Hasselman (PSL).

Joice inicialmente havia feito um acordo com a maior parte dos partidos que viabilizou a derrubada de vários vetos, restando somente três destaques para análise em separado na próxima semana. No entanto, alguns parlamentares do PSL descumpriram o acordo costurado por ela.

Olimpio a acusou de ter prejudicado a aprovação de um desses vetos, que buscava garantir a inclusão de agentes penitenciários e socioeducativos (que atuam em unidades para menores infratores) no Sistema Único de Segurança Pública (Susp).

No seu pronunciamento, declarou que retirou o destaque sobre o tema com o compromisso de Joice e do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB), de que haveria uma votação por acordo. No entanto, 240 parlamentares votaram contra e o veto foi derrotado.

“Estou com vergonha do que aconteceu aqui hoje. É uma esculhambação. Vão me chamar de fio desencapado, e eu sou mesmo”, disse Olimpio. “A palavra não foi cumprida. Coisa de moleque. Quem falava pelo governo não teve palavra”, completou.

A líder pediu, então, a palavra a Alcolumbre. De acordo com Joice, o acordo foi costurado e as cédulas foram distribuídas, mas “não se pode pegar uma arma e apontar na cabeça dos parlamentares para votarem segundo aquilo que está na cédula”.

“Dentro do nosso partido e do PSL teve divergências entre alguns pontos, apesar do acordo. Não admito que venham com molecagem para cima de mim. A parte do governo foi feita. Eu não tenho medo de quem fala alto porque eu também sei gritar”, respondeu.

Nas sessões do Congresso, os parlamentares votam usando cédulas. Deputados do PSL chegaram a preparar uma cédula diferente daquela sugerida por Joice e acordada com a maior parte dos demais partidos.

Frente à discussão, o presidente Davi Alcolumbre decidiu terminar com a sessão. Em sua página no Twitter, ele afirmou que convocou outra reunião conjunta para a próxima terça-feira (11), às 15 horas.

Assista ao vídeo: