Em encontro com Doria, Bolsonaro diz estar confiante em aprovação do crédito extra

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2019 17h05 - Atualizado em 11/06/2019 17h23
Jovem Pan/Victoria Abel O presidente falou também sobre a reforma da Previdência, chamada por ele de "nossa batalha de Riachuelo"

O presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria, participaram de uma breve coletiva no pavilhão de autoridades do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, nesta terça-feira (11). Bolsonaro salientou a importância da aprovação do projeto do crédito extra de R$ 248,9 bilhões solicitado pelo governo.

Hoje, o PLN 4/19 passou na Comissão Mista de Orçamento (CMO) e segue para análise, ainda nesta tarde, dos deputados e senadores em sessão conjunta do Congresso. “Sem o crédito suplementar não vai ter recursos pra pagar quem precisa, BPC e Bolsa Família… Problemas virão mês após mês”, alertou Bolsonaro. Ele assegurou, porém, que “acredita no patriotismo dos parlamentares, que aprovarão este projeto hoje”.

O presidente falou também sobre a reforma da Previdência, chamada por ele de “nossa batalha de Riachuelo”. Mais cedo, Bolsonaro participou da comemoração dos 154 anos da Batalha Naval do Riachuelo, no Grupamento de Fuzileiros Navais, em Brasília.

Na coletiva, ele agradeceu Doria pela participação nesta “vitória” e disse que deve isso, em parte, ao governador, “que tem coordenado as bancadas dos Estados”.

O presidente declarou ainda que está otimista pela aprovação do texto e que tem expectativa que “não seja desidratado em quase nada”. “Teremos um choque de boas notícias a partir daí [da aprovação]”, afirmou.

Ao ser questionado sobre a polêmica da inclusão dos estados e municípios na reforma, respondeu que esta segue sendo “uma interrogação dentro do Parlamento”. No entanto, “gostaria que todos fossem incluídos”.

*Com informações da repórter Victoria Abel