‘Em Fux we trust’: suposta conversa vazada entre Moro e Dallagnol envolve ministros do STF

  • Por Jovem Pan
  • 12/06/2019 19h42
Antônio Cruz/Agência Brasil"Fux disse para contarmos com ele para o que precisarmos mais uma vez", teria dito Dallagnol a Moro

O editor-executivo do “The Intercept Brasil”, Leandro Demori, revelou para a rádio Band News, na noite desta quarta-feira (12), mais um trecho das supostas conversas entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador da República e coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol.

Segundo as informações, obtidas por um hacker e enviadas ao site, Dallagnol teria enviado a seguinte mensagem a um grupo de procuradores em um aplicativo de conversas: “Caros, conversei com o Fux [ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux] mais uma vez hoje. Reservado, é claro: ele disse quase espontaneamente que Teori [ex-ministro do STF Teori Zavascki] fez queda de braço com Moro e viu que se queimou, e que o tom da resposta do Moro depois foi ótimo”.

Dallagnol supostamente se referia à cassação que Teori fez sobre a decisão de Moro que levantou o sigilo dos grampos telefônicos envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em investigações da Operação Lava Jato.

“Fux disse para contarmos com ele para o que precisarmos mais uma vez. Só faltou como bom carioca me chamar para ir na casa dele”, ironizou, ainda segundo o jornalista, o procurador. “Mas os sinais foram ótimos, falei da importância de nos protegermos como instituições em especial no novo governo [de Michel Temer].”

Moro, de acordo com o trecho vazado, respondeu: “Excelente. Em Fux we trust”.