Em viagem ao Chile, Bolsonaro terá encontro com Piñera e líderes sul-americanos

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2019 09h22
Fábio Motta/Estadão ConteúdoEvento terá lançamento do Prosul, grupo que substituirá a União das Nações Sul-Americanas (Unasul)

A segunda viagem internacional de Jair Bolsonaro acontece nesta quinta (21), com o presidente e sua comitiva embarcando para o Chile, onde participarão da Cúpula Presidencial de Integração Sul-Americana. Líderes de Argentina, Peru, Colômbia, Paraguai e Equador também estarão no encontro.

O objetivo do evento é lançar o Prosul, grupo que substituirá a União das Nações Sul-Americanas (Unasul). A nova comunidade contará com 12 países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Costa Rica, Nicarágua, Panamá e República Dominicana.

Na viagem, Bolsonaro também se encontrará com o presidente do Chile, Sebastian Piñera, para discutir a agenda comercial bilateral. A proposta do brasileiro é colocar em prática um antigo plano de acordo de livre-comércio com o país.

O Chile é o segundo maior parceiro do Brasil na região. No ano passado, as trocas comerciais com o país cresceram 15% e as exportações brasileiras tiveram alta de mais de 20%, totalizando US$ 10 bilhões.

Bolsonaro ainda pretende discutir o sistema previdenciário chileno com Piñera, implementado em 1980 e que funciona através do regime de capitalização. O presidente quer entender o mecanismo para aprimorar a proposta de reforma da Previdência que enviou ao Congresso em fevereiro.

A saída do presidente acontecerá às 16h da tarde e a comitiva deve chegar ao Chile por volta das 19h.

Com Agência Brasil