Emílio Odebrecht presta depoimento sigiloso de 5 horas na CPI do BNDES

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2019 21h07 - Atualizado em 03/07/2019 21h10
PAULO GIANDALIA/ESTADÃO CONTEÚDO/AECPI foi instalada para investigar supostas irregularidades em contratos celebrados pelo banco entre 2003 e 2015

Emílio Odebrecht, presidente do Conselho de Administração da Construtora e principal cabeça do grupo Odebrecht, prestou um depoimento de cinco horas de duração na tarde desta quarta-feira (3) na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do BNDES, instalada para investigar supostas irregularidades em contratos celebrados pelo banco entre 2003 e 2015.

Em um vídeo obtido pela Jovem Pan, Emílio aparece deixando a Câmara dos Deputados pelos fundos, sem falar com a imprensa. O conteúdo do depoimento é sigiloso. O executivo foi um dos responsáveis pelas delações premiadas feitas por funcionários da companhia.