Nota do Enem 2017 é divulgada com atraso e site lento; estudantes reclamam; confira

  • Por Jovem Pan
  • 18/01/2018 11h05 - Atualizado em 18/01/2018 15h05
Fernando Frazão / Agência BrasilO Sisu foi antecipado e será aberto em 23 de janeiro, próxima terça-feira. O cadastro ficará disponível por apenas quatro dias, até 26 de janeiro

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 às 12h desta quinta-feira (18) uma hora depois do horário anunciado. O Inep também antecipou em uma semana a abertura do Sistema Único de Seleção Unificada (Sisu), que dá vagas a universidades federais e estará disponível na semana que vem, entre 23 e 26 de janeiro.

Para consultar a nota do Enem, o participante deve entrar no site http://enem.inep.gov.br/participante com o CPF e a senha cadastrada em mãos.

Nos primeiros minutos após a liberação da nota, estudantes reclamavam nas redes sociais que o site não carregava (veja mais abaixo). O presidente Michel Temer chegou a parabenizar os estudantes em publicação no Twitter ao mesmo tempo em que o ministro da Educação Mendonça Filho disse durante coletiva que o sistema só liberaria as notas às 12h.

Outras páginas oficiais do governo federal também anunciaram a liberação da nota antes de ela ter ocorrido de fato. A página oficial do “Governo do Brasil” apagou um tweet:

Governo apaga tweet depois de Inep atrasar divulgação das notas do Enem

Temer classificou a prova como “um sucesso”. O ministro Mendonça Filho, em coletiva, disse que o Enem 2017 foi o “melhor” e “o mais tranquilo da história”.

O atraso foi divulgado com discrição pela página no Twitter do Inep às 10h, uma hora antes do horário anunciado inicialmente.

O Enem é a principal porta de acesso às universidades por meio do Sisu (Sistema Único de Seleção Unificada), que abrange as universidades federais e diversas outras faculdades pelo Brasil.

A nota do Enem também é utilizada para se obterem bolsas de estudo em instituições privadas, por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni) e o financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Já o Sisu foi antecipado em uma semana e será aberto em 23 de janeiro, próxima terça-feira. O cadastro ficará disponível por apenas quatro dias, até 26 de janeiro.

Os treineiros (pessoas que fazem a prova como treino sem intenção de usá-la para entrar em uma universidade, como menores de 18 anos e estudantes de Ensino Médio até o 2º ano) terão os resultados divulgados apenas daqui a 60 dias (em 19 de março), quando o INEP disponibilizará também o espelho com a vista pedagógica da redação.

A edição de 2017 do Enem contou com novidades. As provas foram aplicadas em dois domingos consecutivos, com a redação no primeiro dia, e não em um único final de semana, como era antes.

No dia 5 de novembro, os candidatos fizeram as provas de linguagem, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, além da redação. Em 12 de novembro, foram aplicadas as provas de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Dados de 2017 e informações sobre Enem 2018

Enquanto os estudantes tentavam acessar o site e se confundiam com o horário alterado, a presidente do Inep, Maria Inês Fin, divulgava dados sobre a prova e mudanças para a realização da prova no ano que vem.

O Enem 2018 será aplicado em 4 e 11 de novembro. O edital será publicado em 21 de março e as inscrições serão realizadas de 7 a 18 de maio.

Na prova de 2017, apenas 53 estudantes fizeram redações que receberam a nota máxima mil. Após polêmica que resultou na decisão judicial que impediu a nota dos textos fosse zerada por violações aos direitos humanos, 6,5% das redações receberam nota zero.

Os motivos foram: fuga ao tema (5,01%), prova em branco (0,80%), texto insuficiente (0,33%), parte desconectada (0,17%), não atendimento ao tipo textual (0,11%), cópia do texto motivador (0,09%), outros motivos (0,03%).

O período de justificativa da ausência no Enem 2017 será de 2 a 11 de abril, pela Página do Participante

Confira as notas médias do Enem 2017, por área, em relação ao ano anterior:

Rede sociais

Confira as principais reclamações e “memes” sobre a divulgação da nota do Enem no Twitter:

Melhores Notas

Dados sobre as melhores notas do Enem já haviam sido disponibilizados.

Mais de 70% dos pais dos alunos que estão entre as mil melhores notas do Enem são formados em ensino superior ou pós-graduação. Além disso, quase 25% deles têm renda familiar acima de R$ 17,6 mil e quase 90% nunca trabalharam. São números que mostram que esses estudantes fazem parte da elite intelectual e econômica, muito diferente do total de candidatos à prova. Menos de 14% dos pais dos inscritos têm a mesma formação, só 0,7% vive com a mesma renda e 44% nunca trabalhou.

O ranking com as maiores notas também está dominado pelas grandes capitais do País: 62%. Dos mil alunos, 218 estão em São Paulo, enquanto apenas 4,5% dos inscritos no Enem são paulistas. Em segundo lugar está Belo Horizonte, com 67 alunos, seguida de Brasília, Fortaleza e Rio, respectivamente. Dos mais de 5 mil municípios do País, apenas 223 têm representantes entre os mil melhores colocados.

Confira as falas oficiais sobre a divulgação dos resultados do Enem, com a presença do ministro da Educação:

Resultado Enem 2017

#Enem2017| Hoje é o dia do resultado do exame! Estamos #AoVivo, em coletiva de imprensa, com a presidente do Inep, Maria Inês Fini, e o ministro da Educação, Mendonça Filho. Acompanhe!

Publicado por Ministério da Educação – MEC em Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Com informações complementares de Agência Brasil e Estadão Conteúdo.