Entenda o caso da morte do ator de ‘Chiquititas’ Rafael Miguel

Adolescente e pais foram mortos pelo pai da namorada em 2019, ao tentar conversar sobre o relacionamento

  • Por Jovem Pan
  • 16/05/2022 18h55 - Atualizado em 16/05/2022 22h17
Reprodução/Facebook Rafael Miguel e a namorada Rafael Miguel foi morto pelo pai da namorada, segundo o Ministério Público de São Paulo

O ator Rafael Miguel, notório por seu papel na versão brasileira de ‘Chiquititas‘ que foi veiculada pelo SBT entre 2013 e 2015, foi assassinado em 9 de junho de 2019, aos 22 anos, por Paulo Cupertino, pai de sua namorada. Miguel havia ido até a casa da família de Isabela Tibcherani, com quem tinha um relacionamento, acompanhado dos pais, João Alcisio Miguel, de 52, e a mãe Miriam Selma Miguel, 50, para conversar com parentes da garota, então com 18 anos. No entanto, Cupertino, que não aceitava o namoro, assassinou os três a tiros na frente da casa, segundo o Ministério Público de São Paulo (MP-SP). Câmeras de segurança próximas flagraram o momento em que o empresário dispara 13 tiros nas vítimas. Após o crime, o pai da menina fugiu e teria mudado de nome para Manoel Machado da Silva. Ele passou por cidades do interior paulista, como Sorocaba e Campinas, além de Jataízinho (PR) e Ponta Porã (MS).

Em 2020, Cupertino se tornou o número um na lista dos criminosos mais procurados do Estado de São Paulo. No dia 28 de outubro, ele chegou a ser localizado em Eldorado, no Mato Grosso do Sul, mas conseguiu escapar. De acordo com o Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), quatro amigos dele o abrigaram durante as fugas, e dois se tornaram réus por ajudá-lo. O empresário foi acusado de triplo homicídio qualificado, por motivo fútil e meio que impossibilitou reação das vítimas, e teve sua prisão preventiva determinada pela Justiça. Cupertino foi preso nesta segunda, 16, mais de dois anos após o crime, em um hotel no bairro de Interlagos por policiais do 98º Distrito Policial, onde a investigação estava sendo conduzida desde o início do caso. A prisão teria ocorrido graças a uma denúncia anônima. Ao chegar à sede do DHPP, Cupertino negou a autoria do crime e disse que era inocente.

Isabela Tibcherani se manifestou através das redes sociais. “Fui informada do ocorrido. Não consigo falar muito respeito agora, mas quero agradecer a todas a mensagens e todo apoio. É uma mistura muito grande de sentimentos e agora preciso de espaço”, disse a jovem, após a prisão do pai. Rafael era conhecido na mídia por ter interpretado o personagem Paçoca na novela “Chiquititas”, do SBT, e trabalhado em um famoso comercial em que uma criança pede brócolis à mãe. Ele também atuou em novelas da Globo, como “Pé na Jaca”, “Cama de Gato” e o especial de fim de ano “O Natal do menino imperador”.