Entre colegas, 62% dos deputados defendem a renúncia de Eduardo Cunha

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2015 08h35

O presidente da Câmara dos DeputadosO presidente da Câmara dos Deputados

A situação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, entre seus colegas, é pior do que a de Dilma, revela o instituto Datafolha.

Entendem que ele deveria renunciar ao cargo 62% dos 315 deputados entrevistados (são 513 no total). São contra 18% e 20% não se posicionaram.

O apoio de Cunha entre os deputados piorou desde o último levantamento semelhante, realizado em outubro. À época, apenas 35% dos deputados eram a favor da saída do presidente da Casa, 13% eram contra e mais da metade, 52%, não se posicionaram. Ou seja, desde então, diminuiu a indecisão entre os parlamentares.

Cunha é acusado de manter contas suspeitas na Suíça. Ele teria recebido US$ 5 milhões de propina no petrolão que seriam desviados de contratos de navios-sonda da Petrobras.

O Ministério Público ainda denunciou Cunha ao STF por cobrar favores de empreiteiras, usar de ameaças e fazer uso ilícito da CPI da Petrobras.