Entrevista de outros presos não autoriza a de Lula, diz juíza

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/07/2018 13h14 - Atualizado em 18/07/2018 13h16
Agência BrasilCondenado a 12 anos e 1 mês de prisão, ex-presidente Lula está proibido de deixar a prisão para participar da Convenção Nacional do PT

A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12.ª Vara Federal de Curitiba, negou na sexta-feira, 13, pedido do fotógrafo Ricardo Henrique Stuckert para que o ex-presidente Lula participe de entrevistas. Stuckert havia recorrido da decisão da magistrada, que, em 11 de julho, barrou Lula em debates e também vetou a saída do ex-presidente da cadeia da Lava Jato para participação presencial na Convenção Partidária Nacional do PT.

Segundo a juíza, “o fato de terem sido eventualmente realizadas entrevistas com outros presos em regime fechado, pontualmente citados pelo agravante, de modo algum poderia significar autorização genérica ou precedente vinculativo”. Carolina Lebbos afirmou que “não se verificam argumentos ou fatos novos aptos a justificar a reconsideração do julgado ora impugnado pela via recursal”.

“A decisão agravada apreciou exaustivamente os pleitos de acesso ao local de custódia para a concessão de entrevistas pelo executado (Lula)”, anotou a juíza.

Lula, condenado a 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex do Guarujá, cumpre sua pena na sede da Polícia Federal de Curitiba desde a noite de 7 de abril. O PT insiste que ele é o pré-candidato do partido à Presidência.