Ernesto Araújo afirma que agronegócio brasileiro tem imagem distorcida fora do país

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2019 07h23
Ernesto AraújoErnesto Araujo foi chamado pelos deputados para esclarecer se posições do governo Jair Bolsonaro estariam prejudicando negócios com os países árabes e com a China.

O ministro das Relações Exteriores Ernesto Araujo afirmou nesta quarta-feira que vem realizando esforços para combater uma imagem distorcida do agronegócio brasileiro fora do país.

O chanceler participou de uma audiência na Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados.

Segundo Araújo, o Brasil é alvo de notícias falsas que criam uma percepção incorreta do grande agricultor. O ministro considera pequeno o uso de 30% do território brasileiro para produção de alimentos. Para ele, os agricultores ajudam a manter a vegetação nativa.

Ernesto Araújo foi chamado pelos deputados para esclarecer se posições do governo Jair Bolsonaro estariam prejudicando negócios com os países árabes e com a China.

O chanceler negou qualquer viés ideológico na gestão e afirmou que as exportações para o Oriente Médio cresceram 18% no primeiro trimestre em relação ao ano passado.

Ernesto Araújo ainda elogiou a forma de fazer negócio dos chineses. Para o presidente da Comissão de Agricultura, Fausto Pinato, do PP, o ministro, assim como o governo, tem demonstrado uma mudança

O ministro Ernesto Araújo ainda disse que o objetivo é elevar a participação agrícola brasileira no comércio mundial de 7% para 10% em dois anos.

*Com informações da repórter Victória Abel.