Estado de São Paulo tem Dia D de vacinação contra a Covid-19

No total, 440 mil pessoas ainda precisam completar o esquema vacinal — sendo 150 mil apenas na capital paulista

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2021 12h31
EFE/ Fernando Bizerra Jr -18/01/2021Para garantir que não haveria falta de vacina, 500 cidades receberam 279.815 doses extras da vacina do Butantan na semana passada

O Estado de São Paulo tem hoje o Dia D de vacinação contra a Covid-19, com foco nas pessoas que já se vacinaram e não retornaram para tomar a segunda dose do imunizante. No total, 440 mil pessoas ainda precisam completar o esquema vacinal — sendo 150 mil apenas na capital paulista. Ao todo, 5 mil postos ficarão abertos no Estado para receber essas pessoas. Ao longo da semana, os profissionais da Saúde identificaram parte desse grupo, ligaram e foram até suas residências. A maioria alega que não retornou ao posto de vacinação por esquecimento. Até agora, todas as vacinas contra o coronavírus em aplicação no Brasil são de duas doses. A CoronaVac pede um intervalo que varia de 21 a 28 dias. Já o imunizante da Pfizer e o da AstraZeneca, 83 dias — quase três meses.

Vale lembrar que as unidades de drive thru não vão funcionar hoje. O serviço será normalizado na segunda-feira, 7. Na sexta-feira, 4, foi a vez do governador João Doria receber a segunda dose da vacina em um posto de saúde de Pinheiros, na zona oeste da capital. “Muito feliz por estar recebendo hoje a segunda dose da vacina do Butantan, a vacina do Brasil, a vacina da vida. Daqui a 14 dias, estarei imunizado, assim como milhões de brasileiros que já tomaram a segunda dose da vacina. Toda vacina aprovada pela Anvisa é uma boa vacina. Por favor, os que podem, se vacinem. É isto que garante a vida e sua proteção”, destacou. Para garantir que não haveria falta de vacina, 500 cidades receberam 279.815 doses extras da vacina do Butantan na semana passada. Os imunizantes são exclusivos para a aplicação de segunda dose.