Estados recebem vacinas extras de sarampo; SP tem 99% dos casos

  • Por Jovem Pan
  • 29/08/2019 11h41
Altemar Alcantara/SemcomEstado de São Paulo já registrou uma morte pela doença

O Ministério da Saúde começou a distribuir, nesta semana, 1,6 milhão de doses extras da vacina tríplice viral, para garantir a imunização contra o sarampo. O foco, agora, é conseguir imunizar todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias.

Entre as doses enviadas, 960.907 mil foram para os 13 estados que estão em situação de surto ativo de sarampo. O estado de São Paulo, que concentra 99% dos casos e registra uma morte pela doença este ano, recebeu o maior número de delas (56%).

A vítima foi um homem de 42 anos que, segundo o ministério, não havia se imunizado contra a doença. “A vítima não tinha recebido nenhuma dose da vacina ao longo da vida, e tinha histórico de comorbidade, ou seja, com um quadro de várias doenças. Nessa faixa etária, a pessoa deve ter pelo menos uma dose da vacina”, informou a pasta.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, o objetivo é erradicar a doença e recuperar o certificado de eliminação do sarampo no Brasil. “Para isso, a pasta tem atuado de forma integrada com os estados e municípios, para intensificar as ações de cobertura vacinal na rotina, além das vacinações de reforço nas crianças, que é a faixa etária com maior risco para complicação em decorrência da doença, e de bloqueio”, disse.

A vacina tríplice viral está disponível nos mais de 36 mil postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil e previne, também, contra rubéola e caxumba.

*Com informações da Agência Brasil