Universitário comete suicídio em São Paulo

  • Por Fernando Ciupka/Jovem Pan
  • 14/09/2017 05h56 - Atualizado em 14/09/2017 21h33
Arquivo pessoal Amigos e familiares lamentaram a morte antecipada do rapaz e relataram, em posts nas redes sociais, dificuldades enfrentadas por ele

Um aluno da Universidade Paulista (Unip) cometeu suicídio no campus da Universidade localizado próximo ao metrô Paraíso na noite desta terça-feira (12).

Nas redes sociais, amigos lamentaram a morte do estudante Jonathan Hidek.

Segundo relatos, ele enfrentava lutas internas desde a morte do pai adotivo em 2011. Também no Facebook, o amigo de Jonathan, Diego Alves, escreveu: “o suicídio é uma forma de despedida por algo que você lutou, mas acabou não aguentando, e você lutou muito porque eu via de perto por sermos amigos próximos. Desde 2011 quando seu pai partiu, por ser filho adotivo você sofreu o dobro a perda, pois o homem que não sendo seu pai de sangue lhe criou dando o melhor em todos os sentidos”.

O jovem antecipou sua ação em postagem em sua página no Facebook.

“Eu estou indo embora. Eu estou indo para um lugar melhor. Estou indo ver meu pai, dizer o quanto eu o amo e quanta falta ele me fez (…) Me desculpem por tudo. Amanhã vai ser um dia bom pra mim. ADEUS”, escreveu o estudante.

A reportagem tentou falar com a Universidade pela manhã, mas ainda sem um retorno. Enquanto aguardava o comunicado oficial, a Unip, instituição onde Jonathan estudava, informou a reportagem que fizeram “todos os procedimentos corretos, sempre preservando a família do aluno.”

Se você tiver pensamentos suicidas, ou tiver um amigo ou parente assim, busque ajuda. Não é vergonha nem demérito. Procure o Centro de Valorização da Vida, CVV ou disque pelo telefone o número 141.

Home