Ex-diretor da Petrobras diz ter repassado dinheiro a campanha de Eduardo Campos

  • Por Agência Câmara Notícias
  • 05/05/2015 16h24
Eduardo Campos em entrevista em seu gabinete em RecifeEduardo Campos em entrevista em seu gabinete em Recife

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou há pouco, à CPI da Petrobras, que repassou recursos para a campanha eleitoral do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto no ano passado.

Ele afirmou que o pedido foi feito a ele por “um secretário dele [Campos], que ocupa hoje uma vaga no Senado. [Ele disse] que seria importante ter ajuda financeira para a campanha. Esse contato foi feito e esse recurso foi repassado para ele”, disse.

PT
Ao responder pergunta do deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), relator da CPI, Costa disse que nunca esteve pessoalmente com o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.
“Eu o vi uma vez em um restaurante, onde eu estava com o (doleiro Alberto) Youssef, e ele me mostrou Vaccari, que estava em outra mesa”, disse.

Em depoimentos à Justiça, Costa disse que propinas pagas por empresas contratadas pela Petrobras eram repassadas ao PT por intermédio de Vaccari – acusação reforçada nos depoimentos de Youssef.

PSDB
Mais cedo, Costa afirmou que foi dado dinheiro ao ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, já falecido, para evitar investigações em uma CPI no Congresso. O deputado Bruno Covas (PSDB-SP) disse que o PSDB tem interesse em esclarecer isso.