Ex-diretor da Petrobras ganha direito a sair de casa durante o dia

  • Por Agência Brasil
  • 08/10/2015 19h52
Paulo Roberto Costa

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, um dos delatores da Operação Lava Jato, ganhou o direito a sair de casa durante o dia. Costa cumpria prisão domiciliar em período integral desde o ano passado, quando passou a relatar aos investigadores como funcionava o esquema da recebimento de propina em contratos de empreiteiras com a estatal.

O benefício, que passou a valer no dia 1º de outubro, estava previsto nas cláusulas do acordo de delação premiada. Com as novas regras, impostas pelo juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, Costa deve permanecer em casa durante à noite e nos fins de semana. Ele continuará utilizando uma tornozeleira eletrônica. Em outubro do ano que vem, o ex-diretor passará para o regime aberto.

Em abril, Paulo Roberto Costa foi condenado a sete anos e seis meses de prisão por lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa em uma das principais ações da Lava Jato,  na qual foram investigados os desvios na construção da Refinaria Abreu e Lima, da Petrobras.

No entanto, diante das informações prestadas aos investigadores, nas quais indicou parlamentares que receberam propina do esquema, Costa teve a pena convertida em regime inicial domiciliar.