Ex-gerente da Petrobras diz ter avisado pessoalmente Graça Foster sobre irregularidades

  • Por Jovem Pan
  • 22/12/2014 08h42

Em entrevista ao FantásticoEm entrevista ao Fantástico

Ex-gerente afirma que a presidente da Petrobras Graça Foster foi avisada pessoalmente sobre esquema de corrupção. Em entrevista ao Fantástico, da rede Globo, Venina Velosa Fonseca detalhou como fez os alertas sobre as irregularidades na estatal. Ela negou ter participado das fraudes e disse que sofreu retaliações na Petrobras.

Ouça trechos da entrevista de Venina no áudio acima

Venina explicou que fez a primeira denúncia assim que ficou sabendo do esquema ilegal de superfaturamento, propina e pagamento de comissões. Ela ainda afirmou que as denúncias foram feitas, por e-mail e pessoalmente, para membros de toda a cúpula da empresa.

As informações sobre os desmandos teriam chegado até os dois últimos presidentes da estatal, Sérgio Gabrielli e Graça Foster. Ao descobrir parte do esquema, que desviava recursos a partir de pequenos contratos de serviços, Venina buscou ajuda até de Paulo Roberto Costa. O então diretor de Abastecimento, principal delator do Petrolão, questionou se ela queria “derrubar” todo o governo com essas denúncias.

Após trabalhar por 24 anos na Petrobras, Venina diz que ela e a família vêm sendo ameaçadas. Acusada de agir contra o Código de Ética da estatal, ela promete não desistir, e convoca outros funcionários da empresa a denunciar as irregularidades.

Na semana passada, a ex-gerente da Petrobras Venina Fonseca prestou depoimento por cinco horas aos procuradores da Operação Lava Jato. Ela entregou ao Ministério Público Federal o seu computador pessoal com cópias de e-mails e documentos com indícios sobre o esquema de corrupção na estatal.

A Petrobras voltou a declarar que todas as providências foram tomadas após as denúncias feitas por Venina Fonseca quando ela trabalhava na estatal.

Já a presidente Dilma Rousseff afirmou a um jornal chileno que o Brasil não vive crise de corrupção e que no País não há lugar para intocáveis.