Ex-prefeito é condenado a prisão por desviar dinheiro público para a sua conta bancária

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2019 15h21
Jadson Lobo Rodrigues, ex-prefeito de São João do Caru, no Maranhão, realizou transferências bancárias no valor de R$ 200 mil

O ex-prefeito da cidade de São João do Caru, no Maranhão, Jadson Lobo Rodrigues, foi condenado a cinco anos e cinco meses de prisão e mais três anos de detenção, além do pagamento de 10 dias-multa, por desvio de dinheiro. Conhecido como “Jadson do Zezinho”, ele praticou dispensa ilegal de licitação e crime de responsabilidade.

A sentença, divulgada nesta terça-feira (2), aponta que o ex-gestor contratou serviços contábeis sem procedimento licitatório e realizou transferências bancárias no valor de R$ 200 mil, sendo algumas para a sua própria conta bancária e de pessoas ligadas a ele. “Jadson do Zezinho” recebeu R$ 6.255 em sua conta pessoal e a companheira dele, Thalia Ferreira, R$ 8.080, que pertenciam ao município.

A Justiça decretou a inabilitação de Rodrigues, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, sem prejuízo da reparação do dano causado ao patrimônio público ou particular.

O ex-prefeito foi condenado a reparar os prejuízos causados aos cofres públicos em R$ 1.449.875,47, “valor referente às transferências ilegais subtraídas do patrimônio público municipal”.

São João do Caru tem cerca de 16 mil habitantes e fica a cerca de 360 quilômetros de São Luís.

Irregularidades

De acordo com o promotor de Justiça Fábio Santos de Oliveira, titular da Comarca de Bom Jardim, da qual São João do Caru é termo judiciário, em 2016, o então vice-prefeito Antônio Pereira da Silva formulou representação ao Ministério Público do Maranhão denunciando que o gestor teria “realizado diversas compras sem o procedimento licitatório” e anexou comprovantes de transferências bancárias.

O contador da prefeitura, Hadad Mendes, contratado sem licitação, recebeu R$ 200 mil. A irmã de um empresário aliado político do ex-gestor, Sanmara Pinheiro, recebeu R$ 1.235.540,00

* Com informações do Estadão Conteúdo