Exonerado, ministro do Turismo diz que voltará ao cargo nesta quinta

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2019 09h54 - Atualizado em 06/02/2019 09h55

O deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG) afirmou hoje (6), no Twitter, que sua a exoneração do cargo de ministro do Turismo é temporária e que  retornará à pasta nesta quinta (7). Segundo ele, a medida é para que assuma como parlamentar no Congresso.

“Em tempos de fake news, importante avisar: hoje tomo posse na Câmara dos Deputados e amanhã retorno as atividades frente ao Ministério do Turismo”, escreveu o parlamentar. Na mesma rede social, a página oficial da pasta também confirmou a informação.

A Casa Civil acrescentou que o deputado não tomou posse na sexta-feira (1), como os demais parlamentares, por questão de saúde. “Ele [Marcelo Álvaro] se licenciou do cargo de ministro para assumir o cargo de deputado. Não o fez antes porque passou por um procedimento cirúrgico e estava hospitalizado. Até o fim da semana, deve retornar ao cargo de  ministro do Turismo.”

Na segunda (4), uma matéria do jornal Folha de S. Paulo mostrou que o ministro teria participado de um esquema de lançamento de candidatas “laranja” com o objetivo de desviar recursos eleitorais do Fundo Partidário e beneficiar empresas relacionadas ao seu gabinete.

Pelo Twitter, Antônio afirmou, no mesmo dia da publicação da reportagem, que foi “alvo de uma matéria que deturpa os fatos e traz denúncias vazias”. “Reforço que a distribuição do Fundo Partidário do PSL cumpriu rigorosamente o que determina a lei. Todas as contratações da minha campanha foram aprovadas pela Justiça Eleitoral”, acrescentou.

Em nota, o Ministério do Turismo disse que é mera formalidade o ato de exoneração ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro junto com o ministro da Justiça, Sergio Moro, e que, nesta quinta-feira, Marcelo Álvaro retorna ao comando da pasta.
O decreto de exoneração está publicado na edição de hoje (6) do Diário Oficial da União.

Com Agência Brasil