Expulso pela executiva do PDT, Telmário Mota diz que vai pedir filiação ao PTB

  • Por Estadão Conteúdo
  • 18/01/2017 15h03
Plenário do Senado durante sessão não deliberativa. Em discurso, senador Telmário Mota (PDT-RR) Foto: Geraldo Magela/Agência SenadoTelmário Mota - Ag. Senado

Prestes a ser expulso definitivamente do PDT por ter votado à favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do teto de gastos, o senador Telmário Mota (RR) falou nesta quarta-feira, 18, que vai pedir filiação ao PTB, partido chefiado pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson.

A expulsão de Mota foi decidida ontem pela executiva do PDT e ainda precisa ser confirmada pela direção nacional do seu partido. “Tenho conversado com vários partidos, mas tenho mais afinidade com o PTB. Fico muito feliz se o PTB me aceitar, quero entrar como soldado”, disse o senador. 

Ele voltou a atacar o presidente do PDT, Carlos Lupi. Dessa vez, Mota falou que Lupi se comporta mais como chefe de facção do que como presidente de um partido por não admitir diálogo no comando da sigla.