Febre é a principal diferença entre coronavírus e alergias provocadas pelo outono

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2020 17h48
Fernando Frazão/Agência BrasilAssociação lembra que rinite e asma “são as doenças mais comuns nessa época do ano” devido ao ar seco e frio que pode irritar as vias respiratórias

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai) divulgou um documento assinalando as principais diferenças entre as alergias típicas do outono, estação que inicia nesta sexta-feira (20) no Brasil, e os sintomas provocados pelo coronavírus.

De acordo com o texto, no outono o ar tende a ficar mais seco e as pessoas podem sentir obstrução nasal, coceiras no nariz, ouvido e garganta, ter mais tosse, espirros, coriza e até falta de ar. A associação lembra que rinite e asma “são as doenças mais comuns nessa época do ano” devido ao ar seco e frio que pode irritar as vias respiratórias.

Nesses casos, o tratamento deve ser orientado por médico especialista que poderá prescrever medicamentos como anti-histamínicos com ou sem descongestionantes, broncodilatadores e corticoides. É desaconselhada a automedicação.

Gripes, resfriados e Covid-19

No começo dessa semana, o Ministério da Saúde divulgou material expondo a diferença de sintomas entre as gripes, os resfriados e o Covid-19.

As pessoas podem sentir febre em casos de Covid-19 e de gripe, mas raramente terão em resfriados. Já os espirros são comuns em resfriados e raros tanto em gripes quanto no Covid-19. O nariz entupido aparece mais frequentemente em resfriados e eventualmente em gripes e, esporadicamente, em casos do novo coronavírus. Dores de cabeça são raras em resfriados, comuns em gripes e podem até surgir em infecções pelo novo coronavírus.

Para tirar mais dúvidas, acesse a Agência Brasil . Em casos de sintomas correspondentes ao Covid-19, devem ser seguidas as orientações do Ministério da Saúde e procurar posto de saúde para obter orientação médica.

* Com informações da Agência Brasil