Hospital de campanha do Pacaembu será fechado na segunda-feira

Os 200 leitos do hospital de campanha do Pacaembu serão fechados pela queda na taxa de ocupação

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2020 14h45
MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDOOs 200 leitos do hospital de campanha do Pacaembu serão fechados pela queda na taxa de ocupação

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta sexta (26) que o fechamento do hospital de campanha do Pacaembu, na zona oeste da capital, na próxima segunda-feira (29). Ele argumentou que a taxa de ocupação de leitos nas estruturas de campanha para o enfrentamento do novo coronavírus vem caindo desde o começo do mês.

Inicialmente orçado em R$ 28 milhões, o hospital do Pacaembu acabou custando aos cofres da prefeitura R$ 23 milhões e conseguiu recuperar mais de 90% dos internados.

Segundo Covas, a taxa de ocupação nos últimos dez dias nos hospitais de campanha está abaixo de 50%. “Isso dá tranquilidade para fechar os 200 leitos do hospital do Pacaembu”, disse.

Também nesta sexta, o governo de São Paulo passou a capital e 14 cidades da região metropolitana para a fase 3 – Amarela do plano de reabertura da economia. Isso vai permitir que bares, restaurantes e salões de beleza voltem a receber clientes, mas com restrições.

Na cidade de São Paulo, esses estabelecimentos só voltarão a funcionar a partir do dia 6 de julho, caso a capital se mantenha na mesma fase na próxima sexta-feira.

Questionado sobre o risco de fechar a estrutura simultaneamente à passagem da capital da fase laranja para a fase amarela do Plano SP, o prefeito apontou que o hospital de campanha do Anhembi tem uma reserva de 900 leitos que podem ser acionados se for necessário.

*Com Estadão Conteúdo