FHC afirma que Bolsonaro faz parte de “forças raivosas”

  • Por Victoria Abel/Jovem Pan
  • 12/12/2018 20h22
DANIEL TEIXEIRA/Estadão ConteúdoO ex-presidente foi questionado pela platéia sobre a possibilidade de Bolsonaro anular uma "oposição raivosa" utilizando de seu apoio popular, FHC rebateu dizendo que seria difícil, já que o próprio presidente eleito é um dos "raivosos". 
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou nessa quarta-feira que Jair Bolsonaro faz parte das “forças raivosas”, mas que o presidente eleito já começou a entender que precisa mudar de atitude. O tucano esteve em um fórum promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo (Fecomercio-SP)
O ex-presidente foi questionado pela platéia sobre a possibilidade de Bolsonaro anular uma “oposição raivosa” utilizando de seu apoio popular, FHC rebateu dizendo que seria difícil, já que o próprio presidente eleito é um dos “raivosos”.
No entanto, o FHC destacou que, ao aproximar-se do posto de presidente, Bolsonaro tem mudado de atitude. “Ele começou a entender que precisa ter uma coisa que junte as pessoas, tomara que continue por ai”
Durante o evento o tucano também disse que ciclo iniciado em 88 já se esgotou. “Os antigos partidos ruíram, inclusive o meu. Temos que criar um novo ciclo, mas eu não vejo liderança para isso.”
FHC ainda afirmou que o futuro governo precisará ter força para realizar as reformas, principalmente a da previdência que encontrará grande resistência popular e de setores militares. “O direito a aposentaria e o papel do estado como ente provedor está enraizado na sociedade e vem de uma herança da cultura ibérica.”
Ele também sugeriu ao próximo governo uma abertura unilateral da economia, começando pela América do Sul. Ainda em sinal a Jair Bolsonaro, o ex-presidente afirmou que o Estado exorbitou de seus limites, criou empresas e cargos públicos demais. No entanto, ele ressalta que a diminuição da máquina não pode comprometer o atendimento a questões sociais. “O estado não pode e nem vai deixar de existir. “