Motoristas e cobradores encerram greve de ônibus em São Paulo

Greve dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo chegou ao fim na tarde desta sexta-feira (6)

  • Por Jovem Pan
  • 06/09/2019 17h01
ANANDA MIGLIANO/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOA greve dos motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo acabou nesta sexta-feira (6)

Os motoristas de ônibus e cobradores de São Paulo decidiram encerrar a greve na capital paulista na tarde desta sexta-feira (6).

Eles realizaram uma assembleia e chegaram a um consenso para terminar a greve, que começou a 0h de hoje e afetou a circulação de ônibus na capital paulista.

O deputado federal Valdevan Noventa (PSC-SE), ex-presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas), anunciou o fim da greve em um carro de som na região central da cidade.

Segundo o parlamentar, a prefeitura de São Paulo concordou em pagar o PLR [Participação nos Lucros e Resultados] e não demitir funcionários. O prefeito Bruno Covas (PSDB) ainda não anunciou oficialmente o resultado das negociações com os grevistas.

Entre as reivindicações do protesto, estavam a manutenção do número de ônibus em circulação, postos de trabalho, pagamento da Participação nos Lucros e Resultados e manutenção dos cobradores nos ônibus. O protesto começou nesta quinta-feira (5), quando motoristas e cobradores fecharam 29 terminais na capital.

Apesar da greve, a Justiça determinou que pelo menos 70% da frota de ônibus de São Paulo deveria operar nos horários de pico. A prefeitura também suspendeu o rodízio municipal de veículos.