Foragido internacional acusado de financiar o Hezbollah é preso no Paraná

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2018 15h11
EFEGrupo islâmico extremista é baseado no Líbano

A Polícia Federal prendeu o foragido internacional Assad Ahmad Barakat nesta nesta sexta-feira (21) na cidade de Foz do Iguaçu (PR). De acordo com investigações antigas, ele teria ligações com o grupo islâmico extremista libanês Hezbollah.

Assad teve prisão decretada pela Justiça do Paraguai no último mês de agosto por falsidade ideológica. A detenção foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta (19).

Segundo informações da PF, membros do Clã Barakat, liderado por ele, realizaram a compra de prêmios no valor de 10 milhões de dólares (sem declarar os valores) em um cassino na cidade argentina de Iguazu. A manobra teria sido feita para lavar dinheiro da organização.

Assaad já havia sido julgado em 2002 pelo STF e no ano seguinte foi extraditado para o Paraguai, onde foi condenado a seis anos de prisão. Foi liberado, porém, em 2008 e continuou vivendo no Brasil e mantendo negócios na América Latina.