Fortes chuvas deixam Salvador em alerta máximo

Até o final desta manhã, foram registradas 128 ocorrências

  • Por Jovem Pan
  • 26/11/2019 17h11
Romildo de Jesus/Estadão ConteúdoEm nota, a prefeitura pediu aos moradores que saiam de suas casas e se dirijam para os pontos de apoio

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) emitiu nesta terça-feira (26) um alerta máximo em função de possíveis alagamentos e deslizamentos de terra por causa das fortes chuvas que têm ocorrido na capital baiana. A expectativa é que elas continuem, mas de maneira fraca e moderada.

Até o final desta manhã, foram registradas 128 ocorrências. Foram oito alagamentos de área e 42 de imóveis, sete ameças de desabamento e 13 de deslizamento, duas árvores caídas, três desabamentos de imóveis, sete deslizamentos de muro, quatro desabamentos parciais, 40 deslizamentos de terra, um destelhamento de imóvel e uma infiltração.

Segundo a prefeitura, bairros como o do Retiro e o da Liberdade acumularam 54 milímetros (mm) de chuva nas últimas 72 horas. No fim da manhã, em apenas uma hora, os bairros de Ondina e Pituba registraram 10,8mm e 8,4mm, respectivamente, informou o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cemadec) de Salvador.

Diante da situação, a Defesa Civil acionou sirenes na Baixa de Santa Rita, do Calabetão, do Bom Juá, da Vila Picasso, da Voluntários da Pátria e da Baixa do Cacau. A intenção é fazer com que os moradores dessas localidades se desloquem de suas casas até os locais determinados pelo órgão.

As sirenes são acionadas nas situações em que o volume de chuvas acumulado ultrapassa 150mm em determinada região. Em nota, a prefeitura pediu aos moradores que saiam de suas casas e se dirijam para os pontos de apoio.

* Com informações da Agência Brasil