Gilmar Mendes classifica invasão de hospitais como crime

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2020 15h34
Rosinei Coutinho/SCO/STF O ministro do STF Gilmar Mendes falou sobre as invasões a hospitais

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou neste domingo (14) que “invadir hospitais é crime”. Ele se pronunciou no Twitter sobre a ação de pessoas que estão entrando em hospitais para verificar se há realmente infectados pelo novo coronavírus no país.

“Invadir hospitais é crime – estimular também. O Ministério Público (a PGR e os MPs Estaduais) devem atuar imediatamente. É vergonhoso – para não dizer ridículo – que agentes públicos se prestem a alimentar teorias da conspiração, colocando em risco a saúde pública”, escreveu o ministro no Twitter.

O comentário de Gilmar Menes ainda faz menção a uma fala do presidente Jair Bolsonaro que foi interpretada como um incentivo para que seus apoiadores invadissem hospitais.

Bolsonaro afirmou, em live na quinta-feira (11), que seria necessário pessoas “na ponta da linha” para mostrar se os leitos estão ocupados ou não e se os gastos são compatíveis. Ele prometeu, inclusive, repassar os dados para a Polícia Federal e para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Na semana anterior, um grupo de cinco deputados estaduais de São Paulo invadiu o Hospital de Campanha do Anhembi, na zona norte da capital paulista, sob o argumento de fazer uma vistoria no local.

*Com Estadão Conteúdo