Governo aceita demissão de Thomas Traumann da Secretaria de Comunicação Social

  • Por Jovem Pan
  • 25/03/2015 17h00

Thomas TraumannThomas Traumann

Em nota divulgada nesta quarta-feira (25), pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República, o Governo confirma a saída do ministro da Comunicação Social, Thomas Traumann. A nota não indica o nome de seu substituto.

Na nota, a presidente Dilma Rousseff agradeceu a competência, dedicação e lealdade de Traumann no período como ministro e porta-voz.

Apesar de repentina, a saída de Traumann era esperada, já que na semana passada foi divulgado um documento interno do Governo, criticando a gestão de Dilma Rousseff, citando, inclusive, a existência de um “caos político”.

O documento vazado admite que o Governo tem adotado uma comunicação “errática” desde a reeleição da presidente Dilma e afirma que seus apoiadores estão levando uma “goleada” da oposição nas redes sociais, além de apontar como saída para reverter o quadro pós-manifestações, do dia 15 de março, um investimento maciço em publicidade oficial em SP, de forma a “levantar a sua popularidade”.

O documento circulou na terça-feira (17), entre ministros, dirigentes do PT e assessores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O texto citava também uma pesquisa telefônica feita pelo Ibope, a pedido do Planalto, na qual 32% dos entrevistados disseram ter mudado de opinião de forma negativa sobre o Governo no último semestre. O texto concluiu ainda que o país passa por um “caos político” e admitiu que “não será fácil virar o jogo”.