Governo de Roraima quer interiorizar 500 venezuelanos por dia a outros estados

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2018 17h04
EFEAutoridades tentam criar plano para resolver crise migratória na região da fronteira

Suely Campos, governadora de Roraima, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma proposta para resolver a crise migratória que atinge o estado. Uma das medidas sugeridas por ela é a interiorização de 500 venezuelanos por dia a outros estados.

O documento diz ainda que os municípios e estados que acolherem esses imigrantes devem receber ajuda financeira do governo federal por 24 meses (ou até quando durar a crise migratória). Essa ajuda deverá auxiliar em gastos com atendimento de saúde, educação e contrução e manutenção de abrigos.

A governadora também sugeriu a criação de colônias agrícolas para fornecerem moradia e trabalho aos venezuelanos que “tiverem aptidão” para a área.

O documento foi anexado a um processo já existente enviado por Roraima ao STF. Inicialmente foi solicitado o fechamento da fronteira. Com a negação da liminar, a relatora determinou uma conciliação entre o estado e a União.

*Com informações da Agência Brasil