Governo de SP anuncia fechamento de bilheterias no Metrô e na CPTM até o fim de 2021

Segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, objetivo é que todos os usuários utilizem os bilhetes digitais; funcionários serão realocados em outras funções

  • Por Jovem Pan
  • 04/10/2021 15h28 - Atualizado em 04/10/2021 17h36
Foto: SAULO DIAS/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 24/08/2021 Pessoas em estação da CPTM fechada Governo estima economia de até R$ 100 milhões com a mudança

O governo do Estado de São Paulo anunciou o fechamento de todas as bilheterias do Metrô e da CPTM até o fim de 2021. A informação foi dada nesta segunda-feira, 4, pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, que afirmou que o objetivo da pasta é que todos utilizem os bilhetes digitais. “Estamos buscando dar um passo de inovação saindo de um bilhete físico. […] Nosso objetivo principal é simplificar a vida das pessoas”, disse Baldy. A estimativa é de que a medida gere uma economia de R$ 100 milhões. Com isso, a partir de 2022, a compra será feita apenas por aplicativos de celular e da máquina de autoatendimento. De acordo com Baldy, as máquinas de autoatendimento funcionarão durante a fase de transição e as bilheterias poderão ser mantidas em algumas estações que apresentarem uma alta demanda. A secretaria também confirmou que os funcionários serão realocados em outras funções.