Governo lança parceria com a Uber para integração de mobilidade

  • Por Nicole Fusco
  • 14/11/2019 12h44
Divulgação/UberNo futuro, a ideia, segundo a diretora geral da Uber, Claudia Woods, é fazer a integração de preços

O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (14) uma parceria com a Uber de integração de mobilidade. A ferramenta começou a funcionar hoje para algumas pessoas, mas, até o fim do próximo mês, todos os usuários da empresa da cidade de São Paulo terão as opções de transporte público dentro do aplicativo da Uber, como ônibus, trem e metrô.

“O produto que estamos lançando hoje tem como objetivo dar mais escolha para o usuário”, disse Claudia Woods, diretora geral da Uber no Brasil durante coletiva de imprensa. Também participou do encontro o secretário de transportes metropolitanos, Alexandre Baldy.

Neste primeiro momento, o usuário poderá apenas comparar as alternativas, seus preços e o tempo do deslocamento. O carro particular deverá ser pago com cartão de crédito, dinheiro ou com o Uber Cash, que é um cartão pre-pago da própria empresa. Já o transporte público continuará sendo pago em dinheiro ou por meio dos bilhetes Único e Bom.

No futuro, a ideia, segundo a diretora geral da Uber, Claudia Woods, é fazer a integração de preços. “Nossa ambição é grande. Esse é o primeiro passo é pode chegar à integração de pagamento”, afirmou ela.

O secretário Alexandre Baldy informou que a parceria não inclui acordos financeiros entre o governo e a Uber nem mesmo o compartilhamento de dados — exceto de rotas dos transportes públicos. “O que eles desenvolveram e estão implementando é a novidade global e não depende do poder concedente (governos estadual e prefeitura).

São Paulo é uma das dez cidades escolhidas para a implementação dessa nova ferramenta. O projeto piloto começou em Denver, no Colorado, Estados Unidos. Ela já está operando com a integração de preços, de acordo com Woods.