Grávida é agredida por PM no interior de São Paulo

A Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo (SSP) informou, por meio de nota, que houve ‘o imediato afastamento do policial’ e que a Polícia Militar já instaurou inquérito para apurar o ocorrido

  • 04/02/2020 20h58 - Atualizado em 04/02/2020 20h59
PM que agrediu uma mulher grávida nesta terça-feira (4) foi afastado, informa SSP

Uma mulher grávida foi agredida por um policial militar em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, nesta terça-feira (4). Moradores que testemunharam as agressões alegam que a mulher foi agredida após tentar filmar a abordagem policial.

Nas imagens que passaram a circular nas redes sociais, o policial aparece com o joelho sobre a barriga da mulher, que alega estar grávida, e desfere tapas no rosto dela. “Ela está grávida, moço. Libera ela”, diz uma das testemunhas no vídeo.

“Tá forçando a minha barriga, eu tô grávida”, diz a mulher imobilizada no chão. A PM afirma que atendia a uma ocorrência de tráfico de drogas na região.

A Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo (SSP) informou, por meio de nota, que a Polícia Militar já instaurou um inquérito policial militar (IPM) para apurar o ocorrido e que houve o afastamento do policial envolvido na ocorrência.

“O comando do 17° Batalhão da Polícia Militar do Interior determinou o imediato afastamento do policial flagrado em desvio de conduta em abordagem a uma mulher grávida que resistiu à prisão durante uma ocorrência de tráfico de drogas nesta terça (4/2) em São José do Rio Preto”, diz a nota.

A SSP também informou que a mulher foi encaminhada a um hospital para a realização de exames médicos.

Veja o momento em que o PM agride a mulher: