Glenn Greenwald pede que Justiça rejeite denúncia contra ele

  • Por Jovem Pan
  • 23/01/2020 13h53
Vinicius Loures/Câmara dos DeputadosGlenn Greenwald foi denunciado na Operação Spoofing

O jornalista Gleen Greenwald, do site The Intercept Brasil, solicitou à Justiça que rejeite a denúncia apresentada contra ele. A petição foi entregue na 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal.

O juiz federal Ricardo Leite decidirá se aceita ou não a denúncia, apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) na última terça-feira, 21, na Operação Spoofing, que apura os ataques hackers aos celulares de autoridades como o ministro Sergio Moro.

Se for aceita, Glenn se tornará réu pelos crimes de associação criminosa e interceptação telefônica, informática ou telemática, sem autorização judicial ou com objetivos não autorizados em lei. Para os procuradores, as conversas coletadas durante a operação indicam que o jornalista auxiliou, incentivou e orientou o grupo que invadiu os celulares.

Segundo o MPF, em um dos áudios encontrados, um dos acusados teria deixado claro a Glenn que o monitoramento das contas de autoridades no Telegram ainda estava sendo feito, e pedido orientações sobre o que fazer antes da publicações das reportagens no site The Intercept.

Glenn Greenwald teria orientado o grupo a apagar as mensagens já repassadas, para que eles não fossem ligados ao material ilícito. Para o MPF, a atitude caracterizou “clara conduta de participação auxiliar no delito, buscando subverter a ideia de proteção a fonte jornalística em uma imunidade para orientação de criminosos”.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a OAB e entidades de imprensa criticaram a denúncia, e a classificaram como um ataque à liberdade de imprensa. Fora do país, jornalistas considerados conservadores e de direita tambem saíram em defesa do jornalista, como o âncora da FoxNews Tucker Carlson.